> Elisa entre gotas de poesia: A cor da felicidade

A cor da felicidade



-- Qual a cor da felicidade?
-- Sei lá, e felicidade tem cor?
-- Não sei, me diga você!
-- Às vezes, quando eu acordo bem cedo pela manhã, o dia parece estar meio nublado, mesmo com um lindo sol brilhante lá fora!
-- Mas o que você fez de errado?
-- Nada!
-- Todos nós temos dias bons e ruins, pois ninguém é perfeito, oras...Defeitos, oras...
-- Passam as horas e o relógio continua fazendo tique taque sem parar...
-- Tique Taque, você tem algum tique nervoso?
-- Quem, eu? Capaz...
-- Sim, preciso de paz, relaxar, fazer uma ioga, uma meditação, um relaxamento corporal...
-- Xi, vê se melhora esse astral!
-- Quando eu como chocolate 100% cacau, o meu coração fica tão feliz num tom azul turquesa.
-- E essa...
-- E essa, o quê?
-- E essa beleza da vida?
-- Comer chocolate?
-- Sei lá, pode ser...
-- Tem um tom alaranjado o entardecer...


-- E você?


-- E você, o quê?
--  Você está fugindo do assunto!
-- Qual assunto?
-- Da cor da felicidade!
-- Ah, é verdade!
-- A minha é sempre rosa!
-- Rosa?
-- Ué, qual a dúvida? Por acaso, é pecado gostar de rosa? Rosa choque, rosa bebê, rosa antigo, rosa pink, rosa feliz, rosa púrpura, rosa francês...
-- Eu costumo ficar roxo de raiva e vermelho de vergonha e branco de susto e verde de medo...
-- E...
-- Amarelo de alegria!
-- E você, está feliz?
-- Para com isso, e quem não está feliz?
-- Todo mundo está feliz, só não o tempo inteiro, ... Não é?
-- Porque, por acaso, a felicidade cansa?
-- Não, porque eu não sou feito só de felicidade, oras! Sou feito de melancolia, entre outras cores que ainda nem inventaram.
-- Talvez a felicidade não seja feita de cores...
-- Sabores?
-- Hum, um sabor de champagne com morangos...
-- Ah para com isso, você anda assistindo muito ao filme "Uma linda mulher", "prove com morangos, realça o sabor da champagne"!
-- Sabor de abacaxi com coco, sabor de queijo derretido, sabor de café com menta, sabor de algodão doce...
-- Sabor de leite azedo!
-- Ai, estraga prazeres!
-- A felicidade é feita de diversos temperos, cores, sabores, ingredientes, tudo depende da mistura, da textura, da maneira de sentir.
-- Eu sou feliz aqui, assim, andando de bicicleta, conversando, olhando o pôr do sol, filosofando, cantando, caminhando,  flertando, comendo um crepe, mascando um chiclete...
-- Sei e blá, blá, blá, blá...
-- Agora, você ficou azul!
-- Azul de frio, pois aqui fora está congelando!
-- Vamos entrar e tomar um vinho, assim talvez eu volte a ficar rosa!
-- Pode pegar meu casaco!
-- Feliz!

7 comentários:

  1. A felicidade acho que tem várias cores vai depender da gente como vamos colorir a vida, a cor da felicidade está dentro de nós, muitas vezes o dia pode está meio nublado, feio, mas dentro da gente está colorido, luminoso. Linda poesia gostei muito nos faz refletir, bjs.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, como eu amo esse tipo de diálogo. Me identifico tanto, não apenas pelo modo como foi escrito, mas também pelo modo que eu converso quando estou assim na pós-crise de ansiedade, melancólico e contemplativo. Parabéns pelo seu blog e por esse texto tão lindo. ❤

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema!! nada como acabar o dia lendo um poema. bjs

    ResponderExcluir
  4. Que lindo texto! Eu sempre achei que a cor da felicidade fosse azul, não sei por que....Beijosss!

    ResponderExcluir
  5. oi!
    Amei o poema é lindo <3
    A felicidade é tudo que vemos e esta nos pequenos detalhes ;)
    bjo

    ResponderExcluir
  6. Acho que felicidade não tem cor e se tiver é diferente para cada pessoa.
    O conceito de felicidade é diferente para cada um.
    Gostei do poema.

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu poema, super me identifiquei pq sou dessas que começa a falar de uma coisa e incluí outras 300 na mesma conversa rsrs Sei, acho que felicidade é de todas as cores rs algo bem colorido ou apenas cinza (pq amo quando o céu está cinza) rsrs

    ResponderExcluir