> Elisa entre gotas de poesia: A cor da felicidade

A cor da felicidade



-- Qual a cor da felicidade?
-- Sei lá, e felicidade tem cor?
-- Não sei, me diga você!
-- Às vezes, quando eu acordo bem cedo pela manhã, o dia parece estar meio nublado, mesmo com um lindo sol brilhante lá fora!
-- Mas o que você fez de errado?
-- Nada!
-- Todos nós temos dias bons e ruins, pois ninguém é perfeito, oras...Defeitos, oras...
-- Passam as horas e o relógio continua fazendo tique taque sem parar...
-- Tique Taque, você tem algum tique nervoso?
-- Quem, eu? Capaz...
-- Sim, preciso de paz, relaxar, fazer uma ioga, uma meditação, um relaxamento corporal...
-- Xi, vê se melhora esse astral!
-- Quando eu como chocolate 100% cacau, o meu coração fica tão feliz num tom azul turquesa.
-- E essa...
-- E essa, o quê?
-- E essa beleza da vida?
-- Comer chocolate?
-- Sei lá, pode ser...
-- Tem um tom alaranjado o entardecer...


-- E você?


-- E você, o quê?
--  Você está fugindo do assunto!
-- Qual assunto?
-- Da cor da felicidade!
-- Ah, é verdade!
-- A minha é sempre rosa!
-- Rosa?
-- Ué, qual a dúvida? Por acaso, é pecado gostar de rosa? Rosa choque, rosa bebê, rosa antigo, rosa pink, rosa feliz, rosa púrpura, rosa francês...
-- Eu costumo ficar roxo de raiva e vermelho de vergonha e branco de susto e verde de medo...
-- E...
-- Amarelo de alegria!
-- E você, está feliz?
-- Para com isso, e quem não está feliz?
-- Todo mundo está feliz, só não o tempo inteiro, ... Não é?
-- Porque, por acaso, a felicidade cansa?
-- Não, porque eu não sou feito só de felicidade, oras! Sou feito de melancolia, entre outras cores que ainda nem inventaram.
-- Talvez a felicidade não seja feita de cores...
-- Sabores?
-- Hum, um sabor de champagne com morangos...
-- Ah para com isso, você anda assistindo muito ao filme "Uma linda mulher", "prove com morangos, realça o sabor da champagne"!
-- Sabor de abacaxi com coco, sabor de queijo derretido, sabor de café com menta, sabor de algodão doce...
-- Sabor de leite azedo!
-- Ai, estraga prazeres!
-- A felicidade é feita de diversos temperos, cores, sabores, ingredientes, tudo depende da mistura, da textura, da maneira de sentir.
-- Eu sou feliz aqui, assim, andando de bicicleta, conversando, olhando o pôr do sol, filosofando, cantando, caminhando,  flertando, comendo um crepe, mascando um chiclete...
-- Sei e blá, blá, blá, blá...
-- Agora, você ficou azul!
-- Azul de frio, pois aqui fora está congelando!
-- Vamos entrar e tomar um vinho, assim talvez eu volte a ficar rosa!
-- Pode pegar meu casaco!
-- Feliz!

0 comentários:

Postar um comentário