> Elisa entre gotas de poesia: A borboleta interplanetária

A borboleta interplanetária










A borboleta
Sonhava em conhecer
Uma porção de planetas
Queria viajar pelo céu
Como cometas
E estrelas cadentes
Em um dia chuvoso
Relampejante
Ela ganhou um presente
Caiu do céu
Uma gotinha de chuva
Tão pequenina
Que mais parecia
Um gomo de uva
Ela inspirada
Bateu suas asas
E entrou na bolha
Feita de água
E subiu para o espaço

Entre nuvens brancas
E dezenas de pássaros!                          


          



Ela viu a lua
Tão iluminada
Que se emocionou
Em um delicado
Bater de asas!
Lá longe
Além da atmosfera
Voando sobre
Pequenas casas
Ela viu
O azul brilhante
Do planeta Terra!
Viajou de Mercúrio
A Plutão
Que um dia já
Foi planeta
Passou por uma
Vasta constelação
Que parecia um jardim
De pisca pisca
De violetas!
Sob um breu noturno
Ela passou
Pelos anéis de Saturno
E se encantou
Pela aparência azulada
De Netuno!
Viajou por muitas
Galáxias desconhecidas
Conheceu outros seres
E criaturas extraterrestres
Que lhe deram boas vindas!
O sistema solar
Era maior
Que seu jardim
De rosas e margaridas!
Conheceu a Via Láctea
De cores coloridas!
Atravessou uma chuva
De meteoritos
E pensou
Nossa
Como esse universo
É infinito!
Contemplou a imensidão
De um buraco negro
O universo
Enfim
Guarda muitos mistérios
Guarda muitos segredos!
E a escuridão?
Só dá um pouquinho
De medo!
O passeio foi tão legal
Ela até viu de pertinho
Uma nave espacial!
Ao votar
De sua viagem interplanetária
Todas as borboletas
Ficaram apaixonadas
Por sua aventurada história!





0 comentários:

Postar um comentário