> Elisa entre gotas de poesia: Amor cigano

Amor cigano




Por ti
Eu faço tudo
Largaria o mundo
Só  para poder viver esse sentimento
Separados pelo tempo
Eu nem consigo mais dormir
Parece que leio teus pensamentos e essa
É a única forma que chego em ti
Fui do pecado ao céu
Não  me deixaram ficar contigo
Pois me tiraram a grinalda e o véu
Tu me dizias
Que não  conseguia acreditar
E que amava me ver dançar
Ali naquele lugar
De imenso mar azul
Só  existia apenas
Eu e tu
Entre ventos, fogo e castelos
Amor
Eu te prometi amor eterno
Teu olhar era tão belo
Eu um fidalgo tão rico
E tu tão simples
De um vestido bordado tão bonito
Me perdoe
Eu nunca quis ser tão arrogante
Fiquei assim
Depois que perdi você
Minha amada
Minha amante
Aceitei te perder
Por princípios de minha família
Por costumes sem sentido
Fiquei sem rumo
Tão perdido
Pois meu coração
Me alertava e me dizia que eu
Deveria ter sido
Teu amado
Teu protetor
Teu marido
Amor interrompido
E agora estou insaciado
De não poder mais estar ao teu lado
Tu és essa cigana
De olhos verdes amendoados
E talvez um dia
Deus permita
Que fiquemos novamente
Lado a lado
Dom
Por ti para sempre
Apaixonado







0 comentários:

Postar um comentário