> Elisa entre gotas de poesia: Poste de rua

Poste de rua





Eu vi um poste de rua
Iluminando uma calçada
Eu vi um poste de rua
Na beira de uma estrada
Eu vi um andarilho
Tomando leite com sucrilhos
Sentado em um banco de praça
Embriagado sob a fumaça
De seu cigarro
Ao lado do poste de luz
Passavam alguns carros...
Embaixo de um poste de luz
Tinha um senhor de chapéu
Meio esquisito
Penteando seus poucos cabelos
Caçando moscas
Matando mosquitos!
Eu vi o amanhecer
Atrás de um poste de rua
Tinha uma mulher dançando valsa
Sozinha
E ela estava nua
Cantando para um rapaz
Só de bermuda
Jura?
Eu vi um poste de luz
Com seus fios enrolados
Em um galho de árvore
Do nada
Me deu vontade de comer
Cuscuz ou escondidinho de carne?

Próximo a um jardim
Eu vi um poste de rua
Tinha uma senhora
Ela estava olhando pra mim
Segurando um crucifixo
Um gato
Um par de sapatos
Eu grito?
Credo!
Fiz o sinal da cruz
Dei jus ao avestruz!
O que será que faz ali
Parado
Aquele poste de luz
No meio da escuridão?
Certa vez
Eu estava procurando a lua
E sem querer eu a vi
Mas a confundi
Com  um poste de rua!
Maluca, eu?
Não, capaz...
Quem é aquele senhor de peruca
Tomando café
Lendo jornal
E dando migalhas de pão
Para tantos pombos?
Deitado embaixo de um
Poste de rua
Parece que o  mendigo
Está com dor nos ombros!
Sombra sobre os escombros?
Eu não vi o poste de rua
Tropecei
E quase levei um tombo
Bati a testa
Estava com pressa
Perdi o ônibus
Fiz uma promessa
Esqueci o guarda-chuva
Passei na feira
E comprei dois cachos de uva
Molhei os tênis
Numa poça d'água
Previsão do tempo:
Sol?
Chuva!
Embaixo do poste de luz
Me assustei com uma mulher de preto
Era só uma moça viúva
Conversando com o esqueleto
Estampado em sua blusa
Parecia meio rock'roll
Superstar
Na frente de um poste de rua
Aquela moça
Gostava de cantar
Cuidado!
Passar embaixo de um poste sem luz
Dá azar?
Pensei que era da escada
E da sacada
Lá de cima
Do décimo oitavo andar
Uma senhorita grita
Que vai se casar
Embaixo de um poste de luz
Não em cima do altar!
Em Paris
Um poste de rua
Briga com um chafariz
Para ser fotografado
Qualquer poste de rua
É romântico
Para um casal de namorados!
É desenho de praça
Para um arquiteto inspirado
E o que eu faço
Com aquele poste de rua
Que eu vi
Logo ali
Ao lado?
Talvez seja arte
Ou fora inventado
Para apenas ser
Um poste de rua!






0 comentários:

Postar um comentário