> Elisa entre gotas de poesia: Folhas de outono

Folhas de outono





Caem folhas sobre mim
Em cima da minha janela
Em cima do meu jardim
Folhas secas de outono
Estou com insônia
Estou sem sono!
Alguém tocou a campainha
Disse a vizinha!
Atende o modorno
E continuam caindo
Sobre mim
Folhas secas de Outono!

Folhas de outono
Embaixo da árvore
Em cima do capim molhado
Sim
Embaixo do telhado envidraçado
Nuvens ventam sem um céu estrelado!
Fim do verão?
Ou começo do inverno...
No Outono
As pessoas costumam andar de blazer ou  de terno
E caminham sobre folhas secas
Que estão mais belas sobre o chão
Do que enfeites de mesa
Um colchão de natureza morta
Alguém se importa?
Se o frio do outono já chegou
E corta os meus lábios
Então
Disse algum sábio?
Continuam caindo folhas
Sobre mim
Como gotas de chuva
Que são levadas por uma
Brisa suave
Seja bem vindo
O outono
Disse algum padre
Rezando uma missa
Ora pois
No Outono
Não sinto mais preguiça?
E quando olho pela janela
Parece que o sol do outono
Sem pressa
Sem dono
Já está sob minha espera
Quem pudera
Ter uma árvore semi desbotada
Despenteada
Semi colorida
Com suas folhas
Quase todas caídas
Lá na laje
Onde já nasceram margaridas?
Conte-me só mais um pouquinho
Da sua vida
Em uma tarde de outono
Com sono
Esperando chegar
O aroma do café
Sob os lençóis de sua cama
Recebendo um cafuné
E comendo bolinho de chuva
Sem chuva
Em uma curva de folhas secas
Que caem sobre mim
Assistindo televisão
Caiu a última folha
Sem querer
Trocou a estação




3 comentários:

  1. Oi
    Eu amo o outono ❤ é minha estação favorita.
    O poema é lindo 👏
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Oi Elisa. Gostei muito desta poesia. Gosto de poesias que retratam a natureza e as estações do ano. Para mim, tem um sentido muito grande de percepção de coisas sutis, que no dia-a-dia não paramos para pensar, admirar ou contemplar. Obrigada por essa leitura!

    ResponderExcluir
  3. Começo a perceber uma semelhança na métrica das suas poesias, um dom que eu não detenho. Você me lembra bons autores, eu quero ver mais de você no futuro.
    Obrigado por me fazer encontrar o outono.

    ResponderExcluir