> Elisa entre gotas de poesia: O que vale é ter um coração sincero

O que vale é ter um coração sincero



       O rei queria casar o seu filho mais velho e para isso, ele resolveu fazer um grande baile  e convidou todas as princesas de seu reino. Todas ficaram muito felizes porque queriam muito encontrar um príncipe bonito, charmoso e elegante. Mas o rei colocou uma condição: o seu amado filho apenas se casaria com a princesa que tivesse a flor mais bela de todos os jardins. Assim, a vossa majestade deu a cada dama uma semente para ser cultivada. Aquela donzela que trouxesse a flor mais bela, então se casaria com o príncipe. Chegou o dia da festa. Todas as lindas moças estavam ansiosas para saber quem seria a grande vencedora do coração real. Cada uma trouxe a sua flor. Uma trazia uma margarida, outra um girassol, outra uma rosa, violetas, tulipas..., nunca o rei tinha visto tantas flores em seu salão dourado. Mas havia uma princesa que não tinha flor nenhuma. Ela apenas trouxera em seu vaso a semente que o rei havia lhe dado. 
        De repente, as outras princesas começaram a debochar dessa pequena dama e as suas risadas começaram a se espalhar por todo o salão. Antes de iniciar o baile e a comilança, porque todos já estavam varados de fome, o rei queria anunciar a grande vencedora da festa. Quem será que se casaria com o príncipe?
        –  Menina dos cabelos dourados com os olhos cor de mel, de vestido rendado, venha cá. – disse o rei.
     – Eu, rei da França, anuncio que tu és a escolhida para ser a princesa deste baile, enfim meu filho encontrara uma mulher sincera!
      Ninguém estava entendendo nada. Afinal, a princesa que não trouxera flor nenhuma havia ganho o concurso e se tornaria uma rainha? O rei explicou:
      – Para tudo na vida há uma explicação. Quando eu anunciei que meu filho mais velho queria se casar, eu dei a todas vocês uma semente para que fosse cuidada, e aquela doce donzela que trouxesse a flor mais bela seria a escolhida..., certo? Acontece que a semente era estéril, nunca poderia dar flor nenhuma, e a única princesa que não mentiu e trouxe a semente intacta foi esta menina. -  apontou o rei.
       – Tu tens o coração sincero e por isso o meu filho te escolherá para ser a vossa rainha. - disse o rei.
      E assim o baile continuou, todas as outras candidatas foram embora tristes e decepcionadas, pois findara o seu conto de fadas! E a princesa dos cabelos dourados? Esta dançou a noite toda feito uma bailarina florida muito feliz!



0 comentários:

Postar um comentário