> Elisa entre gotas de poesia

A Branca de Neve e o príncipe bocada





Era uma vez
Uma tal de Branca
Que gostava de rebolar
Dançar Funk
E malhar as "pelancas"
Ela era "vilady"
Pobre
Desbocada
Gostava de usar
Calça jeans
Toda rasgada
Enquanto sua mãe dizia:
Baixa o som
Sua malcriada
Ela dançava
Postava
E dava risada
Tinha sete amigos
De baixa estatura
Branca queria emagrecer
Perder uns quilinhos
Na cintura
Uma adolescente
Uma jovem
De um metro e oitenta
De altura
Queria estudar
Viajar
Ser alguém
Talvez ser cantora
Bailarina contemporânea
Ficar zen
De boa com a vida
Branca
Estava meio deprimida
Era a única do colégio
Que não tinha namorado
As amigas davam dicas de beleza
E as "bruxas"
Faziam bullyng
Com a princesa
Só porque ela não conseguia
Trocar o hambúrguer
Pela maçã
Em um dia de chuva
Bem cedo
Às sete horas da manhã
Antes de tocar o sinal
Um guri passou de skate sorrindo
Abanou e deu tchau
Que legal
Pensou Branca
Ele parece ser divertido
E aí qual é a tua princesa?
Sem grana pra pintar as unhas?
Comprar um vestido?
Cabelo lindo
Escuro
Pele clara feito
Um papel
Até breve
Branca de Neve 

Somerset






A little town
Your name?
Somerset
People riding a bike
Like
Eating ice cream
Only a dream
Strolling
A rustic life
Away from everything
Away from the world
This city
I saw it in a movie
An American Comedy
I love it
The church bell rang
Hardly any car passed
And had
A clothing store
Midway
Somerset?
Or Summerset?
A city I met
In the summer
Watching a movie
On TV
Of my room
Good night

Contos de uma transplantada




A LENDA DA FÊNIX
Sim, eu renasci como uma Ave Fênix.
Tudo começou no ano de 2014...
Fiquei hipertensa 26/19 de tanto estresse que passei por trabalhar na PMPA. Vida de professor não é fácil e eu como transplantada renal há 25 anos não aguentei o trampo! Não tinha resistência física e somente neste ano eu adoeci mais de 20 vezes (pneumonia, gripes, anemia)! Chegava em casa e só chorava e junto a tudo isso ainda tinha que escrever para o mestrado, corrigir provas e ficar noites sem dormir! E com isso minha função renal foi se indo...Comecei a perder muito cabelo e a me sentir muito fraca.
Não desisti! No ano de 2015 eu tentei a licença médica, mas ela me foi negada e tive que me exonerar e depois disso? Meu rim piorou muito. Eu ainda tinha esperança de reverter o quadro, pois somente as palavras CATETER E HEMODIÁLISE me faziam sentir vontade de morrer!
A creatinina subia e descia e eu sempre com fé que meu rim Rick (nome em homenagem ao cantor Rick Martin, que fazia muito sucesso no ano de 1991) iria resistir, afinal eram 25 anos de transplante (05.10.1991)!

Uma gaivota voando no céu



Uma gaivota voando no céu
Um pingo de chuva
Caindo sobre a pétala de uma flor
Um beija-flor namorando um girassol
Vento empurrando nuvens
Grama molhada
Devagarzinho
Já chega o sol
A chuva parou
O vento levou
A rosa desabrochou
Junto às violetas
Que acordaram bem cedinho
Para dizer bom dia
Estrada deserta
Um garoto ria
Comendo chocolate
Enquanto seu avô
Bebia mate
Uma gaivota no céu
Voando além das estrelas
E procurando
Sabedoria entre os planetas
Um menino
Andando de carrossel
Apaixonado
Pelo drama
De Romeu & Julieta

Um conto americano





Ele era jogador de basquete
Ela uma cheer leader famosa
Loira
Gostosa
Popular
Que mascava chiclete
Goma de mascar
Rebolando e mexendo seu pompom
De rabo de cavalo
Meia soquete e batom
Ele era atleta
Em alto e bom tom
Tinha um olho verde
E o outro marrom
Se reencontraram no
Colegial
Eram colegas
Até aí
Tudo bem
Tudo normal
Very Cool
Que legal
Anos 80
Jack convidou Kate
Para o festival
Baile de formatura
Eram vizinhos
Amigos de infância
Ai que fofura!
Ela desceu as escadas
Tão radiante
Aos 17 anos
Com seu vestido
Rosa choque
De decote chocante
Ele tinha um Thunderbird
Azulado
Que seu pai
Tinha lhe emprestado
Para Kate não
Desgastar seus sapatos prateados!