> Elisa entre gotas de poesia: Janeiro 2018

A Branca de Neve e o príncipe Bocada





Era uma vez
Uma tal de Branca
Que gostava de rebolar
Dançar Funk
E malhar as "pelancas"
Ela era "vilady"
Pobre
Desbocada
Gostava de usar
Calça jeans
Toda rasgada
Enquanto sua mãe gritava:
Baixa o som
Sua malcriada
Ela dançava
Postava
E dava risada
Tinha sete amigos
De baixa estatura
Branca queria emagrecer
Perder uns quilinhos
Na cintura
Uma adolescente
Uma jovem
De um metro e oitenta
De altura
Queria estudar
Viajar
Ser alguém
Talvez ser cantora
Bailarina contemporânea
Ficar zen
De boa com a vida
Branca
Estava meio deprimida
Era a única do colégio
Que não tinha namorado
As amigas davam dicas de beleza
E as "bruxas"
Faziam bullyng
Com a princesa
Só porque ela não conseguia
Trocar o hambúrguer
Pela maçã
Em um dia de chuva
Bem cedo
Às sete horas da manhã
Antes de tocar o sinal
Um guri passou de skate sorrindo
Abanou e deu tchau
Que legal
Pensou Branca
Ele parece ser divertido
E aí qual é a tua princesa?
Sem grana pra pintar as unhas?
Comprar um vestido?
Cabelo lindo
Escuro
Pele clara feito
Um papel
Até breve
Branca de Neve

Somerset






A little town
Your name?
Somerset
People riding a bike
Like
Eating ice cream
Only a dream
Strolling
A rustic life
Away from everything
Away from the world
This city
I saw it in a movie
An American Comedy
I love it
The church bell rang
Hardly any car passed
And had
A clothing store
Midway
Somerset?
Or Summerset?
A city I met
In the summer
Watching a movie
On TV
Of my room
Good night