> Elisa entre gotas de poesia: Amor veneziano

Amor veneziano





Foi um amor
Que aconteceu
Em Veneza
Em meio à praia
Longe do sol
Próximo à natureza
Um amor
Que se perdeu
Perto de Verona
Ou talvez
Em Roma
Trágico
Mágico
Tipo Romeu & Julieta
Um amor veneziano
Entre uma francesa
E um romano
Eles eram
Apaixonados
Tomavam café
Conversavam juntos
E jogavam pétalas de rosa
Num lago
Viviam de arte e de afagos
Falavam de amor
Por toda parte
Visitavam museus
E riam sozinhos
Entre ruelas quase desertas
Ai meu deus
Como ele amava ela!
Uma pintora
Louca por aquarelas
Que por acaso
Um dia
Pediu uma carona
Para um escritor desconhecido
Eu duvido
De imediato ficaram amigos
Mas dizem que foi amor
À primeira vista
Em um passeio
De gôndola num rio
Eu creio
Foi o lugar
Em que ela sorriu primeiro
E o céu veneziano
Inspirava
Aquele poeta romano
Um tanto insano
Por cartas de papel
Ele vivia à moda antiga
E era gentil
Comprando torta doce
E margaridas!


Conheciam cada avenida
Cada canto de Veneza
Um olhar trocado
Com tanta pureza
Ele admirava o seu sorriso
Alegria e beleza
De alma!
Uma gôndola
Um passeio
Um romance
Com ou sem estrelas
Seu único compromisso
Era poder vê-la
Todos os dias
Antes do sol se pôr
Ele a chamava de
Amor
Amore
L'amour
Diziam boungiorno
Diziam bonjour
Ela parecia uma princesa
Tão sofisticada
De vestido
Sentada à mesa
Escorando seus cotovelos
Dobrando seus joelhos
Vendo seu reflexo no espelho
Com seus lindos cabelos
Castanhos claros
Ela não apreciava
O cheiro do cigarro
Nem chocolate amargo
Pediram um prato qualquer
Uma carne com aspargos
Ele pagou a conta
E a levou para dançar
No meio de uma rua
Onde a poesia
Encontrava o mar!
Coincidência nenhuma
Ele era de família nobre
Ela um pouco mais pobre
Ele tão burguês
Se apaixonou por
Seu sotaque francês
Um casamento arranjado?
Ele não queria
Preferia viver
De poesia
Mesmo não sendo informado
Seu nome foi indicado
Para participar
De um comício fechado
Ele teve que se ausentar
Por um breve momento
Ela perdeu seu grande amor
Por um longo período de tempo!
Ninguém sabia muito bem
O que aconteceu
Ela ficou sem notícias
Será que ele morreu?
Foi em uma galeria de arte
Que ele reapareceu
Ela, uma artista famosa
Ele acompanhado
De uma dama misteriosa
De mais idade
Ambos se olharam
E sentiram saudades
De um amor veneziano
Ao fim da festa
Com tantos convidados
Mais embriagados
Do que sóbrios
Eles se encontraram às sombras
E escondidos
Se amaram em uma
Gôndola
Onde o rio
Beijava o mar
Com a benção do cupido!
Ela espontaneamente sorriu
Pois não podia acreditar
Que em uma noite de verão
Seu romano resolveu voltar
Para admirar
Mais uma vez
Uma pintora
De sotaque francês!
Num tempo passado
Ele havia noivado
Com uma senhorita
Um tanto simpática
Não muito bonita
Ela havia se apaixonado
Menos por suas rimas
E mais por seu cargo
Por um interesse político
Ao matrimônio
Ele foi obrigado!
Tudo foi arranjado às pressas
Não teve tempo
Nem de cumprir com sua promessa
De um conde romano
Escrever
Para seu primeiro amor
Veneziano!
Sua esposa não resistiu
Às complicações de seu primeiro parto
Por um tempo
Ele ficou de luto
Isolado em seu quarto
Um tanto deprimido
Ele escreveu
Uma história de um
Romance interrompido!
Sua mãe
Tendo se comovido
Com sua solidão
De um coração vazio
O levou para a inauguração
De obras de arte
Que aconteciam
À beira de um rio!
E se eu me lembro
Tão bem
Desse amor veneziano
É porque ele foi previsto
Pelas cartas de um cigano!









12 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Te indiquei em uma tag lá no meu blog: https://coracoesjovens.wordpress.com/2017/07/27/tag-versatile-blogger-award/

    ResponderExcluir
  2. Viver um amor em Veneza é lindo é maravilhoso, é mágico, o poema mostra como é bom viver um amor, mas foi um romance que teve muitas reviravoltas, e momentos tristes, essa história linda poderia ter sido um feliz feliz pra eles. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus que coisa mais linda, arrasou nessa poesia, simplesmente magnífica viu que obra de arte, parabéns muito sucesso. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi!!
    Adoro poesia ❤ elas são alimentos para a alma. Sua poesia é maravilhosa 😍
    Bji

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema, gostei do jogo de palavras ... Uma vida contada em rimas ... Bjs (•‿•)

    ResponderExcluir
  6. Que lindo poema! Sempre tão cheio de sentimentos e profundo! Vc sempre arrasa!

    ResponderExcluir
  7. Menina, como você consegue contar uma história de uma vida em versos e rimas? Fiquei encantada de ler como algo simples se torna grandioso no formato de poesia.

    ResponderExcluir
  8. Que linda esta poesia, amei de verdade cada frase. A forma como a história foi contada e esclarecida, tão bem escrito. Que amor, literalmente <3

    www.aromadecachos.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que cenário mais lindo dessa poesia.
    Eu consegui imaginar cada passagem...

    Beijinhos,
    Aline Magalhães
    Alineland

    ResponderExcluir
  10. Seus poemas muito tão lindos, cheio de amor e inspiração.
    Mesmo com algumas rimas triste, o amor sempre fala mais alto.
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  11. A história de um amor que começou bem e que teve um final trágico! Amei a forma como você descreveu as cenas nesse poema!!

    Beijos!

    ResponderExcluir