> Elisa entre gotas de poesia: A cobra

A cobra





A cobra tem cara de má?
A cobra já sabe assoviar
A cobra já sabe falar
Ela torce e retorce sem parar
A cobra toda amarela
Deu um susto na joaninha
Pela janela de sua vizinha
A cobra de sua toca
Fez amizade com uma minhoca
Ela até sonhando
Não para de fazer fofoca!
A cobra toda listrada
Só comi frutinhas
Com beterraba
A cobra está toda enrolada
Enrolada em seu cobertor
A cobra está apaixonada
Morrendo de amor
Pelo lagarto corredor!                                



A cobra já sabe correr
É amiga da centopeia
A cobra cavou um buraco
E fez sua toca na areia!
A cobra já sabe cantar
Fez uma canção para uma baleia
Lá lá lá lá
Cantou a aranha da sua teia!
A cobra acredita em sereia?
A cobra ficou assustada
Com o barulho do trovão
E de tanta chuvarada
A cobra se enrosca e
Timbum no chão!
A cobra não tem medo de nada
Ela saiu correndo
E mergulhou numa poça d´água!
Ela estava pelada?
A cobra rasteja pelo chão
E se esconde entre as folhagens
A cobra já sabe saltar
De galho em galho
Entre tantas árvores!
Tem uma cobra no meu jardim
Ela mostrou  sua língua pra mim
O que eu faço com essa cobra
Que comeu tanto amendoim?
Não mata a cobra
Primo Joaquim!







0 comentários:

Postar um comentário