> Elisa entre gotas de poesia: Um balão entre nuvens

Um balão entre nuvens


  



O balão vai subindo
Vai subindo até o céu
Com o vento
Cai o véu da noiva
Voam as tranças
Da Rapunzel! 
O balão sobrevoa
As montanhas
Os fiordes 
Os cataventos
E atravessa muitos
Oceanos azulados
O balão segue
O percurso dos pássaros
Que dançam
Ensaiados
Entre nuvens desenhadas
De algodão doce
Que se movimentam
Para além do horizonte!


O balão atravessa a ponte
Montes verdes
E abismos
Labirintos de florestas
O balão segue devagar
Não tem pressa
De atravessar a terra
E cruzar o mar!
O balão gosta de viajar
Pela Turquia
Visitar a Capadócia
A Croácia 
E a Hungria!
Ele vê as areias do deserto
Seu destino é incerto
Segue a sabedoria do vento
E pousa em algum lugar
Desconhecido
Quando a chuva cai
E fecha o tempo!
Quando o balão balança
Ele quer conhecer 
A Torre Eiffel
Na França!
Quando o balão
Fica contemplado de beleza
Ele viaja junto
Ás gôndolas de Veneza! 
O balão flutua pelo céu
E conversa com a natureza
Dá adeus para algumas gaivotas
E olá para outras pessoas
Que contam suas histórias
De suas casas, janelas e portas!
O balão às vezes
Muda de rota!
O balão sobe além dos picos
Ele já ouviu
Tantos ecos e gritos!
Em sua cesta
Já foram transportadas
Muitas culturas e pessoas
O balão já beijou a lua
Abraçou as estrelas
E sentiu o frio da garoa!
Viu um século passar
A tecnologia avançar
O muro de Berlim
Cair e quebrar
Uma canoa estacionar
À beira de um rio
E uma embarcação
Que sumiu
Nas profundezas do mar!
Deixa o balão
Subir e viajar
Viajar e voar
Voar e sobrevoar
Não importa 
Sob qual céu
Sobre qual lugar!
Voa balão mágico
Que daqui
Do chão
Ei de te olhar
Com admiração!
Voa meu balão!



0 comentários:

Postar um comentário