> Elisa entre gotas de poesia: O curupira apaixonado

O curupira apaixonado




O curupira
Pira pira
Se apaixonou por
Uma vampira
Que usava um batom roxo
Ela por sua vez
Falava francês
Jogava xadrez
Mas se apaixonou
Por um vampiro moço
Lorde inglês!

O curupira
Gira gira
E corre com seus pés
Virados
Ele fica admirado
De ver as estrelas
Lá em cima
No céu escuro acinzentado!
O curupira de cabelo de fogo
Não costuma usar chapéu!
Ele se apaixonou
Pela noiva cadáver
De grinalda e véu!                                                        
                                                           



O curupira corre na mata
E defende a natureza
Ele é amigo do saci
E vizinho da mula-sem-cabeça!
O curupira achou um tesouro
E se apaixonou
Pela mãe-de-ouro!
O curupira
Gira gira
E admira os botos e as baleias
Um dia
Tomando  banho de sol
Num rio de águas claras
Ele se apaixonou pelo canto
De uma linda sereia!

O curupira é esperto
Não dorme de barriga cheia
Para não ser sufocado
Pela pisadeira!
O curupira
Pira pira
Com o desmatamento
Ele fica furioso
Com as queimadas
Com a seca
Com a falta d´ água
E com as chamas
Que se espalham
Com a força do vento!

O curupira
Uma lenda?
Ou criatura rara?
Foi tomando banho de rio
Que ele se apaixonou
Pela Iara!
O curupira ainda
Nem pensa em se casar
Ninguém acredita
Que um dia
Ele se apaixonou
Pelo boitatá!



0 comentários:

Postar um comentário