> Elisa entre gotas de poesia: Embarcação

Embarcação



Nessa pequena e singela embarcação
O mar faz flutuar a aquarela do meu coração
Que faz lembrar teus olhos verdes
Águas cheias de poesia
Gaivotas sobrevoam
Na aurora do dia
E a suavidade do vento
Levam meus pensamentos
A sua companhia
Uma sensação de paz e harmonia
Invade a minha alma
Que acompanha as ondas do mar
Tão profundas e calmas
Essa profundidade traz à superfície
A infinitude do nosso amor



De tantas afinidades
Tua voz
Teu olhar
Deixam saudades
Admiro a tua doçura
E a tua coragem
E não há possibilidade
De navegar nesse mar sem fim
Sem imaginar teu sorriso doce
Olhando pra mim
Belas águas de marfim
Quando a noite cai
As estrelas piscam sem fim
Se eu estivesse em terra firme
Eu te daria um jardim de flores
De mil perfumes e cores
De rosas aveludadas
De lírios e jasmins
Para uma princesa encantada
Apaixonada pela lua
Toda madrugada
Eu te daria margaridas
Para mostrar-te o quanto a tua presença
Encanta a minha vida
Eu vivo no mar
Eu sou do mar
Meu coração aprendeu a viajar
Através do nosso amor
Tão verdadeiro
Espera
Mais um passageiro
Nessa simples embarcação
Quando eu fecho os olhos
Lembro-me da canção do mar
Que nos convida a dançar
Entre nuvens
Dança comigo?
E deixa o meu amor
Te levar
Para o meu mar
Meu mar azul turquesa
Que irradia uma imensa alegria
De infinita beleza
Natureza do oceano
Quando a embarcação
Se esconde além do horizonte
Resta apenas o som do piano
Ecoando sobre a ponte
Uma ponte que faz um elo
Entre o meu mundo
E o teu mundo
Amor profundo
Como o mar

0 comentários:

Postar um comentário