> Elisa entre gotas de poesia: Parabéns pra você

Parabéns pra você

   



      Sábado é o meu aniversário, e estou ficando mais velha, trinta e cinco anos que passaram voando junto com mil folhas que caíram no outono e floresceram novamente na primavera, com fortes ventos que sopraram no inverno e muitos raios de sol vindos de um verão ensolarado. Muitos acham que o aniversário é sinal de envelhecimento, outros pensam que é tempo de amadurecimento e ganho de sabedoria e experiência. Para mim, fazer aniversário é um momento de festejar a vida, agradecer que um dia eu simplesmente nasci, seja do fruto do amor de papai e de mamãe,ou não, mas enfim...,eu nasci e hoje eu estou aqui escrevendo crônicas, contos e poesias! Não sei você, mas eu amo fazer aniversário, festejar com a família e com os amigos e comer muitos doces, principalmente negrinhos, nome que damos para esse doce aqui no sul ao famoso brigadeiro, ele engorda mas é muito saboroso. E é tão legal apagar as "velinhas" e ascender as "velhinhas"  e fazer um desejo que certamente um dia se realizará, pois um pedido de aniversário é sempre um pedido de aniversário.


      Nasci nos anos 80, mais especificamente no ano de oitenta e um, já que mencionei minha idade  anteriormente. Não tenho problemas em revelar a minha idade, até porque não a aparento. E mesmo se a aparentasse, falaria do mesmo jeito. Voltando aos anos oitenta... Parece nostalgia mas não é. Nessa época era muito comum comemorar e realizar as festas de aniversário em casa ou locar alguma escola para realizar a comemoração dos anos. Hoje esse costume se perdeu um pouco, pois os "Brinca Tudo" e as casas de festas dominam o mercado e disseminaram algumas das tradições familiares. Um tempo atrás até os casamentos eram festejados em casa. Mas isso não é bom nem ruim, apenas algumas mudanças que trazem a vida contemporânea.  É bom relembrar o passado, e acho que é por isso que eu amo tanto o meu aniversário, lembrar de toda a minha família feliz e rindo, com a casa toda enfeitada de balões cor-de-rosa e coloridos, e meus amigos e colegas, primos e irmão olhando fixamente para o bolo recheado de chocolate, a deliciosa "Nega Maluca". As brincadeiras, a emoção do balão surpresa, as lembrancinhas feitas e organizadas por nossos pais, postas em saquinhos com apitos, ioiós, anéis, pulseiras de plástico, balas e pirulitos, tudo era tão simples e comum,  tão legal, emocionante e divertido! E na hora do parabéns, o aniversariante, eu no caso, ficava com o rosto corado de vergonha e sentia vontade de esconder-me embaixo da mesa com negrinhos e pirulitos escondidos no bolso.
      Esse parabéns para você, embalados por músicas da Xuxa, Balão Mágico e Trem da Alegria, músicas feitas para crianças, eram cheios de magia e fantasia. Foi essa cultura do aniversário que fez com que eu me apaixonasse por mim mesma e pelos meus dias de vida. Sempre quando estava próximo do dia vinte e sete de agosto, também dia do psicólogo, talvez seja por isso, que eu seja tão analítica e pensativa, minhas células já começavam a contar os dias antecipadamente. Sou uma virginiana nata, com o sol, lua e ascendente em virgem, ao menos é o que diz meu mapa astral. Apesar de eu  ser muito romântica e sonhadora. Amo receber presentes, abraços e muitos beijos, cumprimentos e mensagens de felicidade, sou muito afetiva e amo me sentir amada e querida pelas pessoas que admiro. Se alguém inventou o aniversário, acertou quando inventou o meu aniversário! É uma data tão importante pois representa cada dia que eu respiro e acordo e vejo a luz da lua e a luz do sol. E quando os convidados cantam "é big, é big, é big", é porque chegou a minha hora e eu me sinto gigante, grande no meu estilo e no meu jeito de ser e ver a vida. Por isso, penso que quando a gente faz aniversário, a cada ano que se vai e que se passa, a gente se diverte, amadurece e faz festa, pirraça, enxerga o lado bom da vida que é de graça, e ao mesmo tempo aprende a envelhecer. Os anos da juventude passam devagarinho pela nossa memória. Afinal, é  a nossa história, nossa trajetória. Nem parece que faz quinze anos que já fiz vinte anos , e vinte anos que já debutei, fiz quinze anos. O tempo passa e a gente passa junto, e a cada segundo, a cada minuto de nossas vidas há algum sentido expresso ou escondido que faz parte de nós mesmos. 
      Não sou a mesma pessoa que fui há dez, quinze anos atrás e nem serei a mesma no futuro, daqui há cinco, dez anos, acho que não sou a mesma nem daqui há cinco minutos e isso significa que de alguma forma ou de outra, todos nós mudamos ,e  envelhecemos. E envelhecer é isso,, é nos aceitarmos e nos reformularmos a cada dia, a cada despertar e abrir dos nossos olhos, sejam eles castanhos, verdes, cor de mel ou azuis. A nossa existência é uma diversidade de cores, de amizades, de sabores e de parabéns para você. Por mim, faria aniversário todos os dias e cantaria todos os dias, mesmo que envelhecesse mais rapidamente. Talvez apenas gostaria de ter a cabeça que eu tenho hoje aos vinte anos, mas cada etapa tem o seu ritmo e o seu momento, e o relevante é a pessoa que eu sou hoje, como eu me vejo hoje, através do passar dos anos e das tantas vezes que  me vi no espelho e percebi umas ruguinhas a mais. Mas na atualidade, as rugas também podem ser sinais de juventude, e por que não? Eu me sinto mais jovem com quase quarenta anos do que antes quando tinha vinte anos, até porque podemos dizer que a juventude está em nossa cabeça, corpo, alma e coração. Na contemporaneidade, ser jovem é chegar aos trinta anos e ultrapassar os quarenta simplesmente feliz. E ser feliz é saber aproveitar e viver a vida da melhor forma possível. Quem sabe rir e dançar e ter um bom humor sabe sim ser muito jovem.
      O que eu espero desse vinte e sete de agosto de dois mil e dezesseis? Espero muitos negrinhos, um bolo bem grande de chocolate e muita saúde para falar a todos a minha volta o quanto eu os amo e agradeço a Deus por estar aqui feliz, vivendo e aprendendo com meus erros, tropeços e acertos. Hoje é dia de festa bebê, hoje é o meu dia e de tantas outras milhares de pessoas que também comemoram seus aniversários num 27 de agosto. Parabéns pra você! A vida não é tão curta assim, a vida é para ser vivida intensamente, em cada detalhe, em cada gesto, atitude, movimento, paixão. Apaixone-se sempre por você mesmo, se amar é muito saudável e compartilhar esse mesmo amor é mais contagiante ainda. 






0 comentários:

Postar um comentário