> Elisa entre gotas de poesia: Brasil mostra a tua cor

Brasil mostra a tua cor





Ninguém aguenta mais essa sensação de
Insegurança
O povo está com medo
O povo ainda tem esperança
De uma utopia
Igualdade social
Mas ninguém aguenta mais
Essa intolerância
E impunidade criminal
Com tanto marginal
Eu escuto no rádio
Eu leio no jornal
É bandido assaltando
E matando policial



Qualquer crime é banal
É preciso mais policiamento
Mas parece que essa
Não é a política do momento
São tantas desculpas
Tantos contratempos
Tantas mortes e barbáries
Eu só lamento
E o povo?
Sai nas ruas batendo panelas
Mas cadê a democracia?
Parece história da carrocinha
Conto de Cinderela
Enquanto tem gente cantando o hino nacional
A fila do SUS cresce
Em proporção descomunal
O que vale é só o dinheiro
Falta educação
E apoio cultural
O Brasil está doente
Com tanta gente desempregada
Falta pão e café quente
Para a população assalariada
Enquanto tem gente voando de jatinho
Tem brasileiro na labuta
Na luta
Trabalhando
Fazendo faculdade
Indo de ônibus para o cursinho
Apesar de tanto suor e descontentamento
O brasileiro não perde tempo
Nem sua alegria
Toca cavaquinho
Samba
Joga capoeira
E acorda cedo todo santo dia
Apesar de tudo
De tantos absurdos
Não há mais espaço para a corrupção
Tem político indo em cana
Tem político indo para a prisão
Que situação!
É preciso ter força, raça e coragem
Para não aceitar toda essa bandidagem
O povo tem fé
O povo é guerreiro
Tem São Pedro e São Paulo
Como santos padroeiros
Nesse território tupiniquim
Ninguém aceita caloteiro
Chega desse exibicionismo exagerado
Homofobia e racismo
Já é tabu quebrado
Mulher que só ficava em casa
Cuidando dos filhos e do marido
É coisa do passado
Cidadania
E igualdade de gênero
Caminham lado a lado
Brasil
País miscigenado
Todo mundo dança junto
Junto e misturado
Povo brasileiro
Mostra que tem ginga
Balanço e requebrado
Batucadas de índios e afros-descendentes
Desenham a nossa aquarela
Enquanto os alemães comem chucrute
Os italianos dançam La Tarantella
Tem gente passando fome
Tem gente vendo novela
Mesmo com a crise na economia
O brasileiro tem suas rezas e simpatias
Não falta força de vontade
Para suprir suas necessidades
Falta o governo
Mas não falta a coragem
Brasil
País de muitas riquezas naturais
E belas paisagens
Mesmo com apagão
E tanta poluição
Tem muita gente
Pensando em sustentabilidade
Reciclando lixo
E plantando árvores
A mídia pode até tentar manipular
Cuidado
Porque esse povo
Analfabeto
Já está aprendendo a pensar
Chega de tanto descaso
De meias e falsas verdades
O povo brasileiro exige mais respeito
Justiça e dignidade
Não adianta esconder a sujeira
O vendaval vem e levanta toda a poeira
O que vale é a liberdade
Liberdade de expressão
O povo diz não
Não à corrupção
Hoje na era digital
Ninguém fica calado
Tem rede social
Snapchat, Whatsapp,
Instagram e Facebook
Para compartilhar
Ideias, vídeos, fotos e comentários
Estamos cansados de demagogias
E de parcelamentos de salários
Somos persistentes
Não ficamos independentes
Para ficar à mercê
De qualquer ditadura
De qualquer presidente
Votamos pela nossa gente
E lutamos por leis coerentes
Somos um país emergente
E não subdesenvolvido
O que importa
É a cidadania
E não uma guerra de partido
Se o Brasil tem tudo para dar certo?
Sim
Isso faz sentido
Se pensarmos uns nos outros
E não apenas em interesses
Do próprio umbigo
Brasil
País gigante
Eu aprendi na escola
Que através da ordem e do progresso
Devemos ter sucesso e seguir adiante
Semblante de brasileiro
Ninguém nasceu para ser bandido
Ou pistoleiro
Canta, canta
Sanfoneiro
Canta para impulsionar
O coração e a vibração
Do teu povo aguerrido e bravo
Brasil colorido
Que há muito tempo
Já não é mais escravo
















0 comentários:

Postar um comentário