> Elisa entre gotas de poesia: Janeiro 2016

À sombra de uma árvore






Árvore
Dai-me o teu descanso
O teu balanço
E me alimenta com esse
Teu canto
Canto dos pássaros
Do bem-te-vi e do sabiá
Árvore obrigada
Por poder me abrigar
Por me deixar amar
Em teus enormes braços
Feitos de galhos e retalhos
De plantas secas que caem ao chão
Onde eu vejo
Um casal de pombinhos
Bicando pedacinhos
Farelos de pão!