> Elisa entre gotas de poesia: Outubro 2015

Em busca da Dona Felicidade





Era uma vez...
     Uma joaninha preta com pintinhas vermelhas. Ela era muito pequena e travessa e adorava voar pelo céu colorido da floresta. Essa joaninha tinha muita pressa de encontrar alguém. Esse tal de alguém tinha um nome, era chamado de a Dona Felicidade. Astolfita usava um laço de fita amarelo com bolinhas cor de vinho entre suas duas anteninhas. Elas captavam qualquer tipo de som porque eram muito antenadas inclusive para ouvir as tantas histórias contadas pela vovó Benedita, uma joaninha vermelha com pintas pretas. Ela fazia tricô enquanto assistia ao noticiário e mesmo assim não parava de blá, blá,blá e de tantos comentários. Um dia muito curiosa, Astolfita perguntou para a sua avó:

Atrasada





Estou atrasada, estou atrasada
Estou atrasada pra jantar
Estou atrasada, estou atrasada
Estou atrasada pra almoçar!
Batidas de prato pra lá,
Batidas de copo pra cá
Som de panelas batendo
Crianças cantando Xangri-Lá
A cozinheira vai cozinhar
O quê?
Carne assada?
Frango assado?
Bife com purê?
Estou atrasada
Preciso correr pra me arrumar!