> Elisa entre gotas de poesia: A bruxa Malaguita

A bruxa Malaguita








A bruxa Malaguita
Tem um grande caldeirão
Quer fazer um feitiço
Para ficar mais bonita
E tirar a verruga do seu narigão!
A bruxa Malaguita
Não quer fazer plástica não!
Prefere fazer dieta e ginástica
Suar a camiseta
E varrer o chão!
A bruxa Malaguita
É misteriosa e esquisita 
Tem um livro de receitas
Usa perfume de
Pólen de borboleta
E tem uma cabrita de estimação!
Ela gira, gira e
Gira o seu caldeirão!
Gosta de magia
Gosta de poção
Usa pata de sapo
Pele de lagarto
E até o chulé de seu sapato!
Boom!!!
&... Deu-se uma explosão!



Que mal cheiro...
Eca
Que meleca!
Mexe, mexe
Bruxa Malaguita
O seu caldeirão
Bem ligeiro!
A sopa está quase pronta!
Enquanto a abóbora sorri
A barriga do gato preto ronca!
O que a bruxa Malaguita
Traz na bandeja?
Pudim de asas de morcego
Com raspas de cereja!
A vassoura dança sozinha
E a bruxa Malaguita
Fofoca com a vizinha!
A bruxa Malaguita
Que espirra, espirra
Atchim, atchim
Uiva e grita
Quando usa pó de pimenta!
Teia de aranha
Pinta de joaninha
Couro de jacaré
Quando a bruxa
Dá uma só gargalhada
Todo mundo "dá no pé"!
Em seu mais novo encanto
A bruxa Malaguita
Mistura rabo de lagartixa
Com suco de sacolé!
Veste um manto preto
Usa um chapelão pontudo
Mas não adianta
Ela canta, canta, canta
Até diz abracadabra
Mas seu nariz
Continua narigudo!
Que absurdo!
A bruxa Malaguita
Inventou uma nova feitiçaria
Não quer mais vender maçãs
Porque tem muito agrotóxico
E dá muita alergia!
Agora
Ela quer abrir uma pizzaria
Fabricar doces coloridos
Comprar novos vestidos
Encantar muitas freguesas
Engordar muitas princesas
Com sorvete de creme
E chocolates M&M´S
A bruxa Malaguita
Não é malvada não!
Ela ama cozinhar
Sopa de abobrinha
Com beijo de sapo
E caldo de feijão!
Gira, gira
Bruxa Malaguita
Mexe, mexe
Seu caldeirão!
Boom
Outra explosão!















1 comentários:

  1. Que poesia fofa e engraçada! Parabéns!
    Quem dera eu fazer poesia.
    Beijos!
    http://balaiodebabados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir