> Elisa entre gotas de poesia: Maio 2015

O garçom








O garçom pergunta:
Estão servidos?
Já vão pedir?
Na mesa ao lado
Um guri faz
Um sinal que
Quer um refri!
Não!
Ainda estamos
Olhando o
Cardápio!
Por gentileza
Me passa o guardanapo?
Alguma bebida?
Whisky, cerveja ou vinho?
Está acompanhada?
Esperando alguém?
Obrigada
Estamos sozinhos!
Apenas um refrigerante
Talvez,
Uma água com gás!                                                                    



O vírus do amor está por todos os ares

  




      Está chegando o dia dos namorados, aquele tal 12 de Junho, em que todos os apaixonados têm vontade de brindar ou encontrar um grande amor! Ah, o amor, um sentimento que tudo pode, que tudo faz. Quem ama verdadeiramente esquece do próprio "umbigo", e nem olha pra trás, se atira no abismo, como dizia a  letra da música do tema romântico de Jade & Lucas, da novela "O Clone". Para o amor, a vida se declara mesmo. Quando o amor ama alguém, ele não escolhe cor, raça, sexualidade ou crédulo religioso. Simplesmente, ele apenas quer ganhar um "colinho", quando chega exausto do trabalho ao fim da dia!

Meu aconchegante cheirinho de mãe




Mãe é tudo de bom!
Mãe é cozinheira,
Sapateira
Dá banho,
Tira o chulé
Do pé
Passa o talco,
Tira o bico
Dá a mamadeira,
Canta na banheira 
E proíbe o
Filho de comer
Picolé no
Inverno!
Vida de mãe
Tem dois pisos
Um no céu
E outro no
Inferno!
Mãe anda de vestido
Mãe anda de terno!

O marinheiro







Era uma vez
Um marinheiro,
Um marinheiro
Que navegava
Pelo mar,
Num imenso
Oceano meio verde,
Meio azul-lilás!
Ele não sabia
O que ele queria
Encontrar...
Uma sereia, um
Golfinho,
Uma baleia,
Ou
Um tesouro,
Uma pérola perdida,
Talvez esquecida
Nas profundezas
Do seu mar!

Il viaggio di un marinaio







Ciao Marta Cavalcante
Tutto bene?
Qui, chi sta scrivendo, è la tua carassima amica d´ infanzia, Giovanna Fortuna.
Voglio raccontarti una storia di un tale Novecento!
Era un marinaio che ha viaggiato molto e conosceva molti paesi!
Sapeva tutto attraverso la cultura locale!
Conosceva le strade di Parigi e di Londra!
E  ha
anche parlato con molte persone!
Amava viaggiare sulla nave! Amava il suono delle onde!
L'ho incontrato in un viaggio che ho fatto di Carabi!
Mi ha detto che le donne dei Caribi sono molto decorate e profumate e amano ballare! Il popolo dei Caraibi è molto divertente!
Marta lo sai,  Novecento non ha mai letto alcun libro, lui conosce tutti questi luoghi solo per la sua esperienza di viaggio nel mondo esterno!
Forse un giorno, si potresti conoscere questo marinaio come me!
Novecento ha molte storie da raccontare ed esperienze!
Ecco il sole dei Caraibi!
Un bacio!