> Elisa entre gotas de poesia: Outubro 2014

Sei que já passou o dia do professor







Eu sei que já passou
O  dia do professor,
Mas eu preciso falar
Com amor e dor
Sobre essa data
Tão prestigiada!
Prestigiada, ou
Cansada de sofrer
E implorar seus direitos?
Pois é, professor
Ensina português, matemática
Mas a sua prática precisa
Ser mais valorizada!
Sair do papel, de um
Belo conto de fadas,
Que de belo não tem nada!
Fora a profissão de lecionar
Que como diria o velho
E o bom italiano è stupenda!
Mas, estamos no Rio Grande,
Terra de gaúcho e de prenda,
Do bah, do tchê e do chimarrão,
Presta atenção professor!
E fala mais da nossa
Cultura!
Ensinar menos na sala de aula
E mais lá fora
Na rua!
Até pode ser uma loucura
Falar de Halloween, mas
Enfim, está na moda
Falar de vampiros, fadas e bruxas!

Estressada








Eu estava meio estressada,
Meio que endoidando por aí...
Pois é, dona guria, quem mandou
Fazer tanta coisa junta, misturada e
Ao mesmo tempo?
Saturada?
É quindim, é pastel, é boneca...
Até panqueca doce
Tu inventaste a fazer,
E depois mulher, não quer pirar?
Enlouquecer?
Estuda, trabalha, namora, e limpa
A casa todo o dia,
Para um pouquinho, chama a
Mordomia!