> Elisa entre gotas de poesia: Eu brinco daqui, eu brinco de cá, eu brinco dali acolá!

Eu brinco daqui, eu brinco de cá, eu brinco dali acolá!






Quando eu brinco, eu vivo sempre no mundo da lua!
Eu brinco de viajar e estar na calda de um cometa!
Eu invento uma outra Verona para Romeu & Julieta!
E você, brinca de quê?
Sapata, peteca ou bambolê?
Quando eu brinco eu posso ser...
Um lunático, um vampiro ou...
Um Saci Pererê!
Cada época tem a sua brincadeira...
Se ontem era Atari, hoje é Play Station,
Mas continua...
Continua, o quê?
O Jogo da Vida
E o Banco Imobiliário!
 Mas
Nos anos oitenta,
Quem fazia sucesso
Era o Super-Mário!
Brincar
É um aventurar-se desde o primeiro passo!
Quando eu brinco,
Eu viajo além do espaço!
 Posso ser
Qualquer pessoa,
Um astronauta, um palhaço,
Ou um rei sem coroa!
Quando eu brinco,
Eu vivo sempre no mundo da lua,
Eu construo cidades, castelos e ruas
E viajo para o infinito!
Brincar é quebrar
Mitos e ritos,
É inventar a sua própria história
E dar sentidos
À vida, à imaginação,
À memória!
Eu brinco daqui, eu brinco de cá,
Eu brinco dali acolá!
Eu brinco todo o dia,
Que sou um super-herói
Ou
Um espião da Cia!
Brincar é um barato!
Quem nunca brincou de gato e rato ou
De esconde-esconde?
E
Nessa brincadeira,
Quem você é?
A bruxa, a princesa ou
O conde?
Eu sou um brincador,
E brinco que estou no japão
E que sei voar...
E voo mesmo
Em bolinhas de sabão!
Toda brincadeira pode ter
 Uma regra,
E também uma contra regra,
Uma aprendizagem,
Uma diversão,
Basta brincar, subir e sonhar
Nesse lindo balão azul!  







1 comentários: