> Elisa entre gotas de poesia: Setembro 2013

Eu brinco daqui, eu brinco de cá, eu brinco dali acolá!






Quando eu brinco, eu vivo sempre no mundo da lua!
Eu brinco de viajar e estar na calda de um cometa!
Eu invento uma outra Verona para Romeu & Julieta!
E você, brinca de quê?
Sapata, peteca ou bambolê?
Quando eu brinco eu posso ser...
Um lunático, um vampiro ou...
Um Saci Pererê!
Cada época tem a sua brincadeira...
Se ontem era Atari, hoje é Play Station,
Mas continua...
Continua, o quê?
O Jogo da Vida
E o Banco Imobiliário!
 Mas
Nos anos oitenta,
Quem fazia sucesso
Era o Super-Mário!
Brincar
É um aventurar-se desde o primeiro passo!
Quando eu brinco,
Eu viajo além do espaço!
 Posso ser
Qualquer pessoa,
Um astronauta, um palhaço,
Ou um rei sem coroa!
Quando eu brinco,
Eu vivo sempre no mundo da lua,
Eu construo cidades, castelos e ruas
E viajo para o infinito!
Brincar é quebrar
Mitos e ritos,
É inventar a sua própria história
E dar sentidos
À vida, à imaginação,
À memória!
Eu brinco daqui, eu brinco de cá,
Eu brinco dali acolá!
Eu brinco todo o dia,
Que sou um super-herói
Ou
Um espião da Cia!
Brincar é um barato!
Quem nunca brincou de gato e rato ou
De esconde-esconde?
E
Nessa brincadeira,
Quem você é?
A bruxa, a princesa ou
O conde?
Eu sou um brincador,
E brinco que estou no japão
E que sei voar...
E voo mesmo
Em bolinhas de sabão!
Toda brincadeira pode ter
 Uma regra,
E também uma contra regra,
Uma aprendizagem,
Uma diversão,
Basta brincar, subir e sonhar
Nesse lindo balão azul!  







A princesa e o clown: em busca do príncipe encantado


(princesa fala da sua necessidade de ter um príncipe)
-- Foi você um sonho bonito que eu sonhei... Aonde eu estou? Era uma vez...? Para, fala, chega de era uma vez! Não é mais era, é agora, eu saí dos contos de fadas e vivo na realidade, no cotidiano, eu sou uma princesa moderna, melhor dizendo, contemporânea. É mesmo, agora eu me lembro, eu estou em busca do meu príncipe encantado. Eu o vi nos meus sonhos! Por gentileza, alguém viu meu príncipe por aí, em algum reino tão tão distante, talvez, não? Hoje em dia, faltam príncipes no mercado e a concorrência está muito grande. É sim! Acreditem! Muitas princesas querem se casar, ter um marido e viver feliz pra sempre. Mas, se eu quero me casar, eu devo ser a mais bela de todo o reino. Espelho, espelho meu, existe alguém mais bela do que eu? Não, não, não, chega de espelho. Os espelhos, hoje, estão ultrapassados! As dicas, hoje, estão todas online, ou na televisão! É simples, é fácil, é só fazer como uma celebridade: usar salto alto e muita maquiagem! Ah, mas não se pode esquecer da dieta e nem da academia! Eu vou contar um segredo. Agora a maçã não é mais envenenada, porque nós princesas a usamos para fazer dieta. Está na moda a reeducação alimentar, fazer de tudo para emagrecer e não ganhar peso, não engordar!  Hoje, até as bruxas adotaram a terapia da beleza, a Malévola está igual a Angelina Jolie! E a madrasta da Branca de Neve se parece tanto com aquela atriz de Hollywood, a ruiva, a Julia Roberts! Vocês sabem né, eu não ando, eu desfilo, eu sou top, sou capa de revista! É um luxo, me sinto toda poderosa, glamorosa, é um privilégio!  Mas, aonde será que está meu príncipe? Acho que vou mandar para ele uma mensagem pelo wathsappeu: " Príncipe, não se atrase, cuida do horário do cinema, chama um Uber caso o trânsito seja um problema! Sou uma princesa contemporânea tão pop, tão eclética, eu curto de tudo, de Betânia a Frenéticas! Sou de mil e uma utilidades, eu uso Bombril, eu varro a casa, eu lavo louça, mas não fico só nisso não, hoje em dia, não basta apenas ficar lavando o chão, eu trabalho fora, eu preciso ganhar dinheiro para gastar no shopping! É lá que eu compro meus lindos sapatinhos de cristal, agora está fora de moda ficar perdendo sapatinho por aí, até a Cinderela sabe disso. Hoje, nós mulheres colecionamos sapatos, muitos sapatos, muitos, muitos sapatos. Ah, eu quase me esqueci, estou atrasada para ir ao cabeleireiro, eu amo cantar no chuveiro: "foi você o sonho bonito que eu sonhei, foi você, eu lembro tão bem, você mais linda visão...". Ah, estou atrasada, eu preciso me arrumar, meu príncipe encantado já vai chegar, eu sei, alguém há de me ajudar. Então, agora vocês me dão licença, pois eu preciso então desmaiar, porque com um lindo e romântico beijo, ele vai me acordar!
(clown acorda a princesa)
-- Ai, o que é isso? Quem é você, criatura estranha? Não é meu príncipe? E agora, eu nunca mais serei feliz para sempre por tua causa! Vai procurar meu príncipe, eu preciso de um companheiro, de alguém loiro, alto de olhos azuis e rico!
(clown mostra vários objetos achando que é o príncipe)
-- Não isso não é meu príncipe, é uma lixeira, como eu vou casar com uma lixeira?  
(clown mostra outras princesas)
- Não isso são princesas, muito belas, eu não quero mais princesas, chega! A concorrência está muito grande, vá procurar meu príncipe!
(clown acha o príncipe, mas o príncipe já é casado)

-- Não, não, ele já tem uma princesa, você não conseguiu, e agora? Era uma vez...
(clown fica irritado e quer pegar a princesa)
- Ah não, sai criatura estranha, eu não o vi nos meus sonhos, socorro!